Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade Web
O Monumento

Rosa dos Ventos

Rosa dos ventos em mármore de várias cores e proveniências e que tem no centro o mapa mundo que se encontra no terreiro de acesso ao Padrão dos Descobrimentos

Uma Rosa-dos-Ventos ornamenta o terreiro de acesso ao Padrão dos Descobrimentos.

Executada em cantaria de calcário liós, negro e vermelho, tem 50m de diâmetro, contem um planisfério de 14m de largura, decorado com elementos vegetalistas, 5 pequenas rosas-dos-ventos, 3 bufões, uma sereia, um peixe fantástico e Neptuno com tridente e trombeta montado num ser marinho. Datas, naus e caravelas marcam as principais rotas da expansão portuguesa, entre os séculos XV e XVI. O fundo envolvente é constituído por ondas “mar largo”, motivo emblemático da calçada portuguesa.

Inaugurada em 5 de Agosto de 1960, foi desenhada no atelier do arquitecto Luís Cristino da Silva e oferecida pela República da África do Sul, país que se associou às comemorações em homenagem ao Infante.

No topo sul duas inscrições recordam a oferta da União da África do Sul em 1960, e o posterior restauro, em 1994, aquando das Comemorações de Lisboa Capital Europeia da Cultura, em 1994.

 

CRONOLOGIA DA EXPANSÃO PORTUGUESA 

Associado ao nome de algumas terras encontram-se links externos que reencaminham para a Enciclopédia Virtual da Expansão Portuguesa da responsabilidade do Centro de História de Além Mar da Universidade Nova de Lisboa.

1418 Madeira – 1427 Açores – 1434 Cabo Bojador – 1444 Cabo Verde
1460 Guiné – 1471 Mina – 1475 S. Tomé e Príncipe – 1483 Congo
1483 Angola – 1488 Cabo da Boa Esperança – 1497 Natal – 1498 Quelimane
1498 Índia Calecute – 1498 Melinde – 1500 Madagáscar – 1500 Terra Nova
1500 Brasil Porto Seguro – 1502 Cananea – 1505 Ceilão – 1507 Ormuz
1509 Damão – 1509 Malaca – 1511 Pegu – 1512 Molucas – 1512 Timor
1514 Rio da Prata – 1514 Rio de Cantão – 1516 Rio Ganges – 1525 Ilhas Palau