Saltar para o conteúdo principal Mapa do Site Ajuda de navegação e acessibilidade Web

Jornadas Europeias do Património – Património e Educação 2020

25 - 27 Setembro 2020
Na Rosa-dos-ventos várias pessoas sentadas no chão, ouvem a descrição da origem do monumento e o que significa

Detalhes

Dias temáticos

As atividades são gratuitas, mas sujeitas a marcação prévia

213 031 953/55 | se@padraodosdescobrimentos.pt

Partilhar nas redes sociais

Sobre o evento

PROGRAMAÇÃO

25, 26 e 27 de setembro de 2020

 

25 setembro – 18h00

Visita guiada à exposição Belém, Demolir para Encenar do séc. XVI ao séc. XXI

Todos os públicos

Máximo de participantes: 8

Uma exposição que nos leva numa viagem pelas memórias ainda existentes no lugar e por outras, que foram sendo apagadas. Esta exposição oferece uma noção da forma como Belém evoluiu e se transformou ao longo do tempo. Habituamo-nos aos lugares como os conhecemos, e por vezes não questionamos o que ali existia antes, ou os motivos pelos quais foram transformados.

 

26 setembro – 11h00

Visita guiada ao Monumento

Todos os públicos

Máximo de participantes: 10

A visita oferece uma visão geral sobre a origem do monumento e a sua integração na Exposição do Mundo Português, realizada em 1940. Ao visitante é também dado a conhecer um percurso sintético sobre os Descobrimentos Portugueses, alguns dos seus protagonistas, as grandes viagens e o encontro com outros povos e culturas.

 

27 setembro – 11h00

Visita percurso por Belém: Lembrar Belém

Máximo de participantes: 10

Este passeio pretende chamar a atenção para a História e evolução urbanística de Belém, local evocativo das descobertas Marítimas e marcado em 1940 pela Exposição do Mundo português, mostrando como o património construído e natural se cruzam e reforçam a sua identidade local, cultural e patrimonial ligada ao Tejo e ao mar.

 

27 setembro – 16h00

Visita Conversada à exposição Belém, Demolir para Encenar do séc. XVI ao séc. XXI

Com o Comissário da exposição Pedro Nobre

Máximo de participantes: 8

Uma exposição que nos leva numa viagem pelas memórias ainda existentes no lugar e por outras, que foram sendo apagadas. Esta exposição oferece uma noção da forma como Belém evoluiu e se transformou ao longo do tempo. Habituamo-nos aos lugares como os conhecemos, e por vezes não questionamos o que ali existia antes, ou os motivos pelos quais foram transformados.